Pesquisando Áudios entre Sergio Moto e Deltan Dallagnol 





AstrologiaLua Nova (Clique para ver +) Tempo decorrido : 3 anos 9 meses 1 dia ..16/10 Pesquise 16 de Outubro /2015 Pesquise o ano de 2015 Brasil Mensagem entre Athayde Ribeiro Costa e Roberson Pozzobon no Telegram
AstrologiaLua Minguante (Clique para ver +) Tempo decorrido : 3 anos 7 meses 10 dias ..07/12 Pesquise 07 de Dezembro /2015 Pesquise o ano de 2015 Brasil Mensagem entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol no Telegram
AstrologiaLua Crescente (Clique para ver +) Tempo decorrido : 3 anos 4 meses 25 dias ..21/02 Pesquise 21 de Fevereiro /2016 Pesquise o ano de 2016 Brasil Mensagem entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol no Telegram
AstrologiaLua Nova (Clique para ver +) Tempo decorrido : 3 anos 4 meses 4 dias ..13/03 Pesquise 13 de Março /2016 Pesquise o ano de 2016 Brasil Mensagem entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol no Telegram
AstrologiaLua Cheia (Clique para ver +) Tempo decorrido : 3 anos 2 meses 25 dias ..22/04 Pesquise 22 de Abril /2016 Pesquise o ano de 2016 Jornalismo Brasil Deltan Dallagnol encaminha mensagens para Sergio Moro
AstrologiaLua Minguante (Clique para ver +) Tempo decorrido : 2 anos 10 meses 17 dias ..31/08 Pesquise 31 de Agosto /2016 Pesquise o ano de 2016 Brasil Mensagem entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol no Telegram
AstrologiaLua Cheia (Clique para ver +) Tempo decorrido : 2 anos 3 meses 4 dias ..13/04 Pesquise 13 de Abril /2017 Pesquise o ano de 2017 Brasil 10:50:42 - Mensagem de Deltan Dallagnol para Sérgio Moro
..13/04 Pesquise 13 de Abril /2017 Pesquise o ano de 2017 Brasil 09:08:18 - Mensagem de Sérgio Moro para Deltan Dallagnol
AstrologiaLua Nova (Clique para ver +) Tempo decorrido : 1 mês 8 dias ..09/06 Pesquise 09 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Brasil Divulgada troca de mensagens entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol no âmbito da Lava-Jato
..09/06 Pesquise 09 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jurídico Brasil Força-tarefa informa a ocorrência de ataque criminoso à Lava Jato
 

"A força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal no Paraná (MPF) vem a público informar que seus membros foram vítimas de ação criminosa de um hacker que praticou os mais graves ataques à atividade do Ministério Público, à vida privada e à segurança de seus integrantes. A ação vil do hacker invadiu telefones e aplicativos de procuradores da Lava Jato usados para comunicação privada e no interesse do trabalho, tendo havido ainda a subtração de identidade de alguns de seus integrantes. Não se sabe exatamente ainda a extensão da invasão, mas se sabe que foram obtidas cópias de mensagens e arquivos trocados em relações privadas e de trabalho.
Dentre as informações ilegalmente copiadas, possivelmente estão documentos e dados sobre estratégias e investigações em andamento e sobre rotinas pessoais e de segurança dos integrantes da força-tarefa e de suas famílias. Há a tranquilidade de que os dados eventualmente obtidos refletem uma atividade desenvolvida com pleno respeito à legalidade e de forma técnica e imparcial, em mais de cinco anos de Operação.
Contudo, há três preocupações. Primeiro, os avanços contra a corrupção promovidos pela Lava Jato foram seguidos, em diversas oportunidades, por fortes reações de pessoas que defendiam os interesses de corruptos, não raro de modo oculto e dissimulado. A violação criminosa das comunicações de autoridades constituídas é uma grave e ilícita afronta ao Estado e se coaduna com o objetivo de obstar a continuidade da Operação, expondo a vida dos seus membros e famílias a riscos pessoais. Ninguém deve ter sua intimidade – seja física, seja moral – devassada ou divulgada contra a sua vontade. Além disso, na medida em que expõe rotinas e detalhes da vida pessoal, a ação ilegal cria enormes riscos à intimidade e à segurança dos integrantes da força-tarefa, de seus familiares e amigos.
Em segundo lugar, uma vez ultrapassados todos os limites de respeito às instituições e às autoridades constituídas na República, é de se esperar que a atividade criminosa continue e avance para deturpar fatos, apresentar fatos retirados de contexto, falsificar integral ou parcialmente informações e disseminar 'fake news'. Entretanto, os procuradores da Lava Jato não vão se dobrar à invasão imoral e ilegal, à extorsão ou à tentativa de expor e deturpar suas vidas pessoais e profissionais. A atuação sórdida daqueles que vierem a se aproveitar da ação do “hacker” para deturpar fatos, apresentar fatos retirados de contexto e falsificar integral ou parcialmente informações atende interesses inconfessáveis de criminosos atingidos pela Lava Jato.
Por fim, os procuradores da Lava Jato em Curitiba mantiveram, ao longo dos últimos cinco anos, discussões em grupos de mensagens, sobre diversos temas, alguns complexos, em paralelo a reuniões pessoais que lhes dão contexto. Vários dos integrantes da força-tarefa de procuradores são amigos próximos e, nesse ambiente, são comuns desabafos e brincadeiras. Muitas conversas, sem o devido contexto, podem dar margem para interpretações equivocadas. A força-tarefa lamenta profundamente pelo desconforto daqueles que eventualmente tenham se sentido atingidos.
Diante disso, em paralelo à necessária continuidade de seu trabalho em favor da sociedade, a força-tarefa da Lava Jato estará à disposição para prestar esclarecimentos sobre fatos e procedimentos de sua responsabilidade, com o objetivo de manter a confiança pública na plena licitude e legitimidade de sua atuação, assim como de prestar contas de seu trabalho à sociedade.
Contudo, nenhum pedido de esclarecimento ocorreu antes das publicações, o que surpreende e contraria as melhores práticas jornalísticas. Esclarecimentos posteriores, evidentemente, podem não ser vistos pelo mesmo público que leu as matérias originais, o que também fere um critério de justiça. Além disso, é digno de nota o viés tendencioso do conteúdo até o momento divulgado, o que é um indicativo que pode confirmar o objetivo original do hacker de, efetivamente, atacar a operação Lava Jato.
De todo modo, eventuais críticas feitas pela opinião pública sobre as mensagens trocadas por seus integrantes serão recebidas como uma oportunidade para a reflexão e o aperfeiçoamento dos trabalhos da força-tarefa. Em paralelo à necessária reflexão e prestação de contas à sociedade, é importante dar continuidade ao trabalho. Apenas neste ano, dezenas de pessoas foram acusadas por corrupção e mais de 750 milhões de reais foram recuperados para os cofres públicos. Apenas dois dos acordos em negociação poderão resultar para a sociedade brasileira na recuperação de mais de R$ 1 bilhão em meados deste ano. No total, em Curitiba, mais de 400 pessoas já foram acusadas e 13 bilhões de reais vêm sendo recuperados, representando um avanço contra a criminalidade sem precedentes. Além disso, a força-tarefa garantiu que ficassem no Brasil cerca de 2,5 bilhões de reais que seriam destinados aos Estados Unidos.
Em face da agressão cibernética, foram adotadas medidas para aprimorar a segurança das comunicações dos integrantes do Ministério Público Federal, assim como para responsabilizar os envolvidos no ataque hacker, que não se confunde com a atuação da imprensa. Desde o primeiro momento em que percebidas as tentativas de ataques, a força-tarefa comunicou a Procuradoria-Geral da República para que medidas de segurança pudessem ser adotadas em relação a todos os membros do MPF. Na mesma direção, um grupo de trabalho envolvendo diversos procuradores da República foi constituído para, em auxílio à Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação da PGR, aprofundar as investigações e buscar as melhores medidas de prevenção a novas investidas criminosas. Em conclusão, os membros do Ministério Público Federal que integram a força-tarefa da operação Lava Jato renovam publicamente o compromisso de avançar o trabalho técnico, imparcial e apartidário e informam que estão sendo adotadas medidas para esclarecer a sociedade sobre eventuais dúvidas sobre as mensagens trocadas, para a apuração rigorosa dos crimes sob o necessário sigilo e para minorar os riscos à segurança dos procuradores atacados e de suas famílias."

AstrologiaLua Crescente (Clique para ver +) Tempo decorrido : 1 mês 7 dias ..10/06 Pesquise 10 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jurídico Brasil Conselho Nacional do Ministério Público abre investigação contra Deltan Dallagnol
..10/06 Pesquise 10 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jurídico Brasil ANPR reitera confiança no trabalho de procuradores e condena obtenção ilícita de dados
 

"A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) reitera a confiança no trabalho desenvolvido pelos membros do Ministério Público Federal que atuam na Operação Lava Jato, defende a importância da liberdade de imprensa e condena a obtenção ilícita de dados, bem como a sua transmissão a terceiros. A partir das notícias que estão sendo veiculadas, com o teor de conversas supostamente mantidas entre integrantes da Operação Lava Jato e outros agentes públicos, a ANPR vem a público se manifestar no seguinte sentido:

Os dados utilizados pela reportagem, se confirmada a autenticidade, foram obtidos de forma criminosa, por meio da captação ilícita de conversas realizadas, violando os postulados do Estado Democrático de Direito. Por essa razão, são completamente nulos os efeitos jurídicos deles decorrentes, na forma do art. 5, incisos XII e LVI, da Constituição Federal e do art. 157 do Código de Processo Penal. A ANPR repudia, categoricamente, o vazamento de informações obtidas de maneira ilegal, independentemente da fonte do vazamento, do seu alvo ou do seu objetivo.
Tendo em vista a gravidade do caso, a ANPR cobrará das autoridades competentes a apuração rigorosa, mediante investigação célere, isenta e aprofundada, já que a obtenção ilícita de dados e informações e a interceptação ilegal de conversas pessoais, bem como a sua transmissão a terceiros, além de se constituir em atividade que coloca em risco o trabalho e a segurança dos agentes públicos envolvidos, configuram os crimes previstos no art. 154-A, §§ 3º e 4º do Código Penal, com pena de até 3 anos e 4 meses de reclusão, e no artigo 10 da Lei nº 9.296/1996, com pena de até 4 anos de reclusão.
A ANPR reitera a confiança no trabalho que vem sendo desenvolvido pelos membros do Ministério Público Federal que atuam na Operação Lava Jato, seus associados, bem como a importância da continuação dos esforços que vêm sendo desenvolvidos, no Brasil, na prevenção e repressão às práticas de corrupção, que trazem consequências absolutamente negativas ao país. Também reafirma a importância da liberdade de imprensa para a consolidação do Estado Democrático de Direito, bem como destaca, ainda, que as matérias jornalísticas produzidas devem oportunizar a prévia ouvida dos envolvidos e ter a cautela de não reproduzir frases descontextualizadas, soltas, desconexas, que possam confundir, ao invés de esclarecer. Tais expedientes são fundamentais para resguardar a prática do bom jornalismo, que vem pautando a atuação da imprensa brasileira.

Diretoria da Associação Nacional dos Procuradores da República"

..10/06 Pesquise 10 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jurídico Brasil Nota Pública da OAB sobre conversas entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol
 

"O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Colégio de Presidentes de Seccionais, por deliberação unânime, manifestam perplexidade e preocupação com os fatos recentemente noticiados pela mídia, envolvendo procuradores da república e um ex-magistrado, tanto pelo fato de autoridades públicas supostamente terem sido “hackeadas”, com grave risco à segurança institucional, quanto pelo conteúdo das conversas veiculadas, que ameaçam caros alicerces do Estado Democrático de Direito.
É preciso, antes de tudo, prudência. A íntegra dos documentos deve ser analisada para que, somente após o devido processo legal – com todo o plexo de direitos fundamentais que lhe é inerente –, seja formado juízo definitivo de valor. Não se pode desconsiderar, contudo, a gravidade dos fatos, o que demanda investigação plena, imparcial e isenta, na medida em que estes envolvem membros do Ministério Público Federal, ex-membro do Poder Judiciário e a possível relação de promiscuidade na condução de ações penais no âmbito da operação lava-jato. Este quadro recomenda que os envolvidos peçam afastamento dos cargos públicos que ocupam, especialmente para que as investigações corram sem qualquer suspeita.
A independência e imparcialidade do Poder Judiciário sempre foram valores defendidos e perseguidos por esta instituição, que, de igual modo, zela pela liberdade de imprensa e sua prerrogativa Constitucional de sigilo da fonte, tudo como forma de garantir a solidez dos pilares democráticos da República.
A Ordem dos Advogados do Brasil, que tem em seu histórico a defesa da Constituição, da ordem jurídica do Estado Democrático e do regular funcionamento das instituições, não se furtará em tomar todas as medidas cabíveis para o regular esclarecimento dos fatos, especialmente junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), Procuradoria-Geral da República (PGR), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ), reafirmando, por fim, sua confiança nas instituições públicas."

..10/06 Pesquise 10 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil PDT pede CPI para apurar as conversas do juiz Sergio Moro
 

"Vamos abrir uma CPI mista para apurar as denúncias a Sérgio Moro e Deltan Dallagnol. A notícia divulgada pelo Intercept sobre as conversas pessoais entre o juíz e o procurador durante o processo da Operação Lava-Jato são muito preocupantes. O abuso de poder é uma ameaça à segurança de qualquer cidadão. Precisamos que os processos sejam respeitados, principalmente pelos responsáveis por fazerem as leis serem cumpridas!"

AstrologiaLua Crescente (Clique para ver +) Tempo decorrido : 1 mês 6 dias ..11/06 Pesquise 11 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil O ex-presidente Lula declara que 'Verdade não morre'
..11/06 Pesquise 11 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Carlos Jordy (PSL-RJ) defende no Twitter a deportação do jornalista Glenn Greenwald
..11/06 Pesquise 11 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jurídico Brasil Ministro Gilmar Mendes (STF) diz que prova obtida de forma ilegal pode ser usada
 



AstrologiaLua Crescente (Clique para ver +) Tempo decorrido : 1 mês 5 dias ..12/06 Pesquise 12 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Comissão da Câmara aprova convite para ouvir Sérgio Moro após vazamentos
..12/06 Pesquise 12 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Sergio Moro afirma no Twitter que Hackers não vão interferir na missão
 

" ... hackers de juízes, procuradores, jornalistas e talvez de parlamentares, bem como suas linhas auxiliares ou escândalos falsos não vão interferir na missão."

AstrologiaLua Crescente (Clique para ver +) Tempo decorrido : 1 mês 4 dias ..13/06 Pesquise 13 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Brasil O jornalista Glenn Greenwald afirma estar sofrendo 'ameaças grotescas'
..13/06 Pesquise 13 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Presidente Jair Bolsonaro defende Sergio Moro
 

"O que ele fez não tem preço. Ele realmente botou para fora, mostrou as vísceras do poder, a promiscuidade do poder no tocante à corrupção."

..13/06 Pesquise 13 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jornalismo Brasil Revista Época publica declarações do ministro Gilmar Mendes, do STF.
 

" ... o chefe da Lava-Jato não era ninguém mais, ninguém menos do que Moro. O Dallagnol, está provado, é um bobinho."

AstrologiaLua Crescente (Clique para ver +) Tempo decorrido : 1 mês 3 dias ..14/06 Pesquise 14 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Críticas e broncas Política Brasil O ex-presidente Lula chama o ministro Sergio Moro de 'mentiroso'
..14/06 Pesquise 14 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Presidente Bolsonaro diz que possibilidade de demitir Sergio Moro é 'zero'
..14/06 Pesquise 14 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Sergio Moro contesta conluio com o Ministério Público e afasta possibilidade de deixar o cargo
AstrologiaLua Crescente (Clique para ver +) Tempo decorrido : 1 mês 2 dias ..15/06 Pesquise 15 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Brasil Ministério da Justiça e Segurança Pública divulga Nota à Imprensa
 

"O Ministro da Justiça e Segurança Pública não reconhece a autenticidade e não comentará supostas mensagens de autoridades públicas colhidas por meio de invasão criminosa de hackers e que podem ter sido adulteradas e editadas. Reitera-se a necessidade de que o suposto material, obtido de maneira criminosa, seja apresentado a autoridade independente para que sua integridade seja certificada."

AstrologiaLua Cheia (Clique para ver +) Tempo decorrido : 29 dias ..18/06 Pesquise 18 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jornalismo Brasil O 'Antagonista' comenta nova peça de propaganda de Glenn Greenwald contra a Lava Jato
 



AstrologiaLua Cheia (Clique para ver +) Tempo decorrido : 28 dias ..19/06 Pesquise 19 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jurídico Brasil O ex-deputado Jean Wyllys decide processar Ratinho
 

O entrevistador comentou em seu programa (dia anterior) :
"Esse jornalista é namorado de um deputado e comprou o mandato do deputado Jean Wyllys. Tudo isso eu recebi, não sei se é fake news. Recebi! Se for verdade, é muito maior do que a gente imagina. Porque envolve outro país."

..19/06 Pesquise 19 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Senador Cid Gomes (PDT-CE) propõe CPI para investigar 'conluio' de Moro com promotores
..19/06 Pesquise 19 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil No Senado, Sergio Moro nega conluio com Lava Jato e rebate o PT.
AstrologiaLua Cheia (Clique para ver +) Tempo decorrido : 27 dias ..20/06 Pesquise 20 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jornalismo Brasil Glenn Greenwald revela que está trabalhando em parceria com outros jornais no arquivo da Vaza Jato
AstrologiaLua Cheia (Clique para ver +) Tempo decorrido : 26 dias ..21/06 Pesquise 21 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jurídico Brasil Força-tarefa da Lava Jato repudia novo vazamento de mensagens entre Moro e procuradores
AstrologiaLua Cheia (Clique para ver +) Tempo decorrido : 23 dias ..24/06 Pesquise 24 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) comenta as mensagens divulgadas pelo Intercept Brasil
 

"Em sendo verdade, são muito graves. Muito graves. Ultrapassou o limite ético. Não era para ter tido conversa naquele nível. Se isso for verdade, terá um impacto grande em relação a procedimentos."

AstrologiaLua Minguante (Clique para ver +) Tempo decorrido : 22 dias ..25/06 Pesquise 25 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Política Brasil Audiência na Câmara dos Deputados com o jornalista Glenn Greenwald (The Intercept Brasil)
 



..25/06 Pesquise 25 de Junho /2019 Pesquise o ano de 2019 Jurídico Brasil Associação de juízes arquiva representação que pedia exclusão de Sergio Moro

Páginas 1 de 2 [1] 2 >



1999-2019 Ponteiro® - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo desta e de outras páginas deste portal.     Os dados contidos nesta página são meramente informativos, podendo, os mesmos, sofrerem alterações sem qualquer aviso prévio.   Apesar de nosso zelo na coleta e manuseio dos textos, imagens e eventos, o Ponteiro não se responsabiliza por eventuais imprecisões ou publicação acidental de dados incorretos. Não apoiamos nenhum partido político.
Nossa política de privacidade: não coletamos, rastreamos ou compartilhamos qualquer informação pessoal sua. Conteúdo isento de pornografia e outras bobagens, navegue sossegado e sem sustos :)
Hospedagem by Multihost Made in Brazil Seu IP : 107.23.37.199